Artur Lima desmonta discurso do PS sobre crescimento económico nos Açores

O presidente do grupo parlamentar do CDS-PP Açores desmontou hoje, no plenário da Assembleia Legislativa Regional, o discurso socialista de crescimento económico na Região, apontando falhas na coesão social, nos setores primário e secundário da economia açoriana.

Apontando que o emprego só cresce à conta do setor público e que os principais setores produtivos (agricultura e pescas) estão em profunda crise, Artur Lima contrapôs o discurso socialista com declarações “públicas, publicadas e não desmentidas que os parceiros sociais, os representantes dos lavradores e dos pescadores, a sociedade civil têm prestado apontando crises acentuadas na agricultura e nas pescas e até situações de fome nos Açores”.

Em causa estavam as declarações do líder parlamentar do PS/Açores, André Bradford, da existência de indicadores estatísticos que demonstravam a retoma da economia açoriana, no decorrer de uma interpelação ao Governo Regional sobre “Crescimento Económico e Criação de Emprego”.

O socialista afirmara que o aumento do número de empregados na Região e a consequente redução do número de desempregados resultavam do “esforço que as famílias, as empresas e os poderes públicos despenderam” para “dar a volta à crise”.

Contrapondo, Artur Lima realçou que “entre 2007 e 2017, os Açores continuam a ter o último lugar na coesão no índice de desenvolvimento regional e isto é que releva”.

Quanto ao emprego, o deputado popular açoriano apontou “o decréscimo do desemprego”, mas registou “o decréscimo também no número de trabalhadores”, referindo “os milhares de desempregados ocupados temporariamente em programa de emprego”, assim como o facto de uma parte significativa dos novos postos de trabalho gerados na Região estar a acontecer à conta apenas do setor público, pelo que desafiou Governo e maioria socialista a falar “sobre a qualidade do emprego” gerado na Região.

“Nos últimos 20 anos, ou seja, desde 1997 e até hoje, por setor de atividade económica o único que cresceu em termos de emprego foi o setor terciário: o setor primário (agricultura e pescas) perdeu 4% de emprego; o setor secundário (indústria) desceu de 22,9% para 14,4% de emprego gerado; e o curioso de ver é que no setor terciário registou-se um crescimento de 62 para 72%”, constatou Artur Lima, lamentando que exista um “paradoxo” entre o discurso otimista dos socialistas e a realidade vivida nos Açores.

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/artur-lima-desmonta-discurso-do-ps-sobre-crescimento-economico-nos-acores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.