APS promove encontro internacional sobre Apneia do Sono nos Açores

A Associação Portuguesa do Sono (APS) organiza, nos dias 26 e 27 de maio, em Angra do Heroísmo, um encontro científico internacional — Lufada do Atlântico — dedicado à Síndrome de Apneia do Sono. A iniciativa decorre no Hotel Angra Marina.

A Síndrome de Apneia do Sono é uma patologia com elevada prevalência na população, prevendo-se que atinja cerca de 25% dos portugueses, e com enormes consequências clínicas, sendo considerada atualmente um problema de Saúde Pública. O Síndrome de Apneia do Sono caracteriza-se por paragens respiratórias que se repetem várias vezes ao longo da noite e que originam diminuição dos níveis de oxigénio no sangue e despertares.

Esta patologia leva a uma má qualidade do sono, que se pode traduzir em hipersonolência durante o dia, podendo o doente adormecer com facilidade a conduzir ou no local de trabalho. Por outro lado, a redução dos níveis noturnos de oxigénio no sangue pode levar a um aumento do risco de doenças cardiovasculares, como hipertensão arterial, enfarte e arritmias, e tem sido apontada como responsável pelo aumento da mortalidade observada nestes doentes.

Programa

O dia 26 é dedicado a sessões plenárias com a participação de especialistas internacionais. Depois da sessão de abertura às 9 horas, segue-se “Apresentação e tratamento dos diferentes fenótipos da Síndrome de Apneia do Sono”; “Condução e Síndrome de Apneia do Sono (na Europa e em Portugal)” , “Síndrome de Apneia do Sono na infância – repercussões na idade adulta” e “A pesquisa de biomarcadores moleculares na Síndrome de Apneia do Sono”.

A tarde dá lugar aos temas “Síndrome de Apneia do Sono e implicações cardiovasculares: os estudos de servoventilação (Serve HF e Advance) e o estudo SAVE” e “Síndrome de Apneia do Sono e cuidados respiratórios domiciliários: o papel do especialista, do médico de família e do prestador de serviços”.

O dia seguinte tem uma componente mais prática, com a realização simultânea de workshops. A área da Pediatria tem um workshop próprio, onde todas estas questões serão discutidas na especificidade da população pediátrica.

Joaquim Moita, presidente da APS e Coordenador do Centro de Medicina do Sono do Centro Hospital e Universitário de Coimbra (CHUC), considera que ”o sucesso das duas edições anteriores tornou a ‘Lufada’ sinónimo de atualização e discussão coletiva entre a comunidade que diagnostica, trata e acompanha o SAS”. Com um programa alargado, mais intervenientes e mais tempo para aprender e debater, o especialista refere ainda que é uma oportunidade da “experiência portuguesa ser cruzada com a internacional em áreas críticas como a pesquisa de biomarcadores, os cuidados domiciliários, a sonolência na condução e o tratamento da doença na criança.”.

Especialistas internacionais

Além de especialistas portugueses, este encontro conta com uma vasta presença de peritos internacionais na área do sono tais como Teofilo Lee-Chiong, americano especialista em Medicina do Sono e autor de inúmeras publicações e palestras; Walter McNicholas, professor e investigador em Medicina do Sono na Universidade de Dublin, presidente da European Sleep Research Society e da Road Safety ESRS Task Force; Hui-leng Tan, consultora em pediatria respiratória e Medicina do sono no Royal Brompton Hospital, em Londres; Jean-François Muir, Chefe de Pneumologia, Unidade de Terapia Intensiva Respiratória e Unidade de Exploração da Patologia do Sono do Hospital Universitário de Rouen, em França.

A Associação Portuguesa do Sono existe desde 1991 e tem por fim todas as ações que visem a investigação, desenvolvimento e divulgação dos temas relativos ao estudo do sono e das suas perturbações.

 

Programa

 

 

 

Foto: Cartaz

IdeiasConcertadas/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/aps-promove-encontro-internacional-sobre-apneia-do-sono-nos-acores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.