António Ventura acusa: República “esqueceu” plano de internacionalização dos agroalimentos açorianos

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República lamenta que o Governo tenha esquecido o plano de internacionalização dos agroalimentos açorianos, iniciativa aprovada no Parlamento nacional e até hoje nunca implementada.

“Isto significa que até este momento, e a avaliar pelas respostas do Governo, parece que nada está a ser feito pelo Governo para a cumprir a resolução da Assembleia. Sendo assim, é necessário que o Governo regional se pronuncie sobre esta situação, pois os Açores estão a ser prejudicados pela inação do Governo da República”, afirmou António Ventura em reação à resposta do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, a uma pergunta apresentada pelo grupo parlamentar do PSD.

Na resposta, o ministro Capoulas Santos refere que “o Governo (…) colocou a internacionalização do setor agroalimentar no topo das suas prioridades. Com bons resultados, quer quanto à abertura de mercados, quer quanto ao aumento das exportações e dos produtos lácteos em particular”, acrescentando que “é este o plano que o Governo continuará a implementar até ao termo do seu mandato”.

Ora, para o deputado social democrata açoriano, o Governo “respondeu sobre tudo menos sobre a existência de um plano específico para os agroalimentos açorianos”, criticando, inclusive, que “o texto de resposta do Governo não fala uma única vez nos Açores”.

“O que queremos é uma estratégia própria, individualizada, para os agroalimentos dos Açores”, exige o parlamentar, recordando que, “nos Açores, as produções agrícolas locais, ultrapassam a dimensão económica representando, também, um importante fator social, onde se destaca a criação de emprego e a fixação de pessoas no meio rural, sobretudo de jovens”.

António Ventura lembra, ainda, que “dentro do setor da agricultura, a produção de leite e a sua transformação, constituem um dos principais alicerces da economia Regional, suportando o surgimento de outras atividades económicas e permitindo atividades de complemento de rendimento a muitas famílias”.

“Os Açores produzem cinco vezes mais leite do que o que consomem, o que justifica a existência de uma consistente política de transportes e de prospeção de mercados”, considera, realçando que “qualquer estratégia para os agroalimentos açorianos depende, em muito, da sua comercialização exterior, pela afirmação dos mercados existentes e por uma contínua procura de novos mercados”.

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/antonio-ventura-acusa-republica-esqueceu-plano-de-internacionalizacao-dos-agroalimentos-acorianos/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.