Alternância entre PS e PSD “não tem contribuído para o desenvolvimento” de Santa Maria

João Silva CDSO cabeça de lista do CDS-PP pela ilha de Santa Maria, nas eleições regionais de 16 de outubro, quer “dar voz e valor a Santa Maria”, alegando que as constantes mudanças que os marienses têm realizado, em diferentes atos eleitorais, entre PS e PSD, “não tem contribuído positivamente para o desenvolvimento social e económico da ilha”.

Após a entrega da lista de candidatos no Tribunal de Vila do Porto, na manhã desta quinta-feira, João Silva  reforçou o seu “sentido de missão”, justificando a sua candidatura “com o intuito de trabalhar para dar o nosso melhor por Santa Maria, bater o pé pela ilha e tentar contribuir para resolver alguns dos problemas que se verificam nos transportes aéreos e marítimos, nos constrangimentos que se sentem na área da saúde e no aeroporto, infraestrutura que deveria estar muito melhor aproveitada em prol do desenvolvimento da ilha”.

O militante do CDS-PP, de 57 anos, concorre pela primeira vez como cabeça de lista por Santa Maria a eleições para a Assembleia Legislativa da Região, e assegura que seria “importante” a ilha voltar a eleger um deputado centrista, como sucedeu nos primórdios da Autonomia, para que a ilha possa ser “verdadeiramente defendida” na Assembleia.

“Santa Maria tem dois deputados do PS, partido que governa a Região, mas, muitas vezes, o aspeto partidário sobrepõe-se aos interesses da ilha, ficando para trás a defesa do que realmente Santa Maria necessita”, referiu João Filipe Silva.

O controlador de tráfego aéreo aposentado tem entre os principais objetivos da candidatura a necessidade de haver transportes aéreos e marítimos “com mais frequência e mais baratos, para que os Marienses consigam sair, mas também para atrair mais visitantes à ilha, ajudando a dinamizar a economia local”. Outra preocupação manifestada prende-se com a questão da diminuição da população, pelo que defende a criação de mecanismos de atração e fixação dos jovens na ilha.

Para além de João Silva, que encabeça a lista dos democratas-cristãos pela ilha do Sol, os populares concorrem ainda com os seguintes elementos:

Jorge Ferreira, 25 anos, economista;

Célia Santos Ferreira, 34 anos, funcionária de rent-a-car;

Manuel Lisboa, 43 anos, empresário;

Álvaro Pacheco Torres, 58 anos, bancário;

Ana Carolina Chaves, 23 anos, estudante;

Luís Leandres, 51 anos, controlador de tráfego aéreo.

 

 

 

Foto: Délia Sousa

GI CDS/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/alternancia-entre-ps-e-psd-nao-tem-contribuido-para-o-desenvolvimento-de-santa-maria/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.