5ª temporada do ‘Projeto Tricô’ arranca na ilha do Pico

Polvo Tricrochet, a Saia da Barrica, a Manta do Jardim, Os Cactos, entre outros projetos pessoais, são alguns dos trabalhos de arte pública construídos no Projeto Tricô. Até um livro único, artesanal, completo de mostras e uma coberta para a mesa de apresentações também já viu a luz do dia destes convívios de partilha e aprendizagem.

Esta nova temporada traz novos rostos e ideias à mesa. Já anunciado na primavera passada, algumas das participantes vão trabalhar com a lã virgem de Santa Maria, para incentivar a trabalhar o que é nosso, o que é mais único. Depois de um workshop liderado pela associação Salvaterra, as mulheres do Pico ficaram entusiasmadas para fazerem mais.

Outro projeto em comum, para este outono, será a Linha Vermelha. A equipa, assim, junta-se ao movimento para tricotar a maior linha vermelha do mundo. Esta campanha nacional é para alertar e informar sobre a exploração petrolífera e de gás (fracking) nas costas portuguesas e já conta com 10 grupos de tricô, em várias cidades de Portugal. Agora, os Açores também fazem parte com o Projeto Tricô.

Quinzenalmente, durante o outono e o inverno, participantes juntam-se à volta da arte do tricô, na Foto_Galeria da MiratecArts, localizada no piso 1 dos Bombeiros Voluntários da Madalena. A quinta temporada arrancou a 1 de outubro e agora de duas em duas semanas qualquer pessoa é bem vinda para se juntar ao projeto em comum ou trabalhar nos seus próprios projetos pessoais, assim também lembrando os convívios de outros tempos.

 

 

Foto: Davide Sousa

MiratecArts/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/17828-2/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.