1 milhão de euros para mapear e avaliar o estado dos ecossistemas nas RUP

Ricardo SERRAO SANTOSO Parlamento Europeu aprovou, esta quarta-feira, o Orçamento da União Europeia. O documento contempla uma verba de 1 Milhão de euros para auxiliar a protecção da biodiversidade e uma melhor compreensão dos serviços prestados pelos ecossistemas das Regiões Ultraperiféricas. Serão apoiados 52 projetos num volume financeiro de cerca de 140 ME.

O projecto-piloto foi planeado e estruturado pelo Gabinete do Eurodeputado Ricardo Serrão Santos, sob proposta do consórcio científico internacional NetBiome, e obteve o apoio de outros oito deputados de três Grupos Políticos e de quatro nacionalidades, representando a Europa continental, as regiões ultraperiféricas e diversos territórios ultramarinos.

Através deste projecto, o Parlamento Europeu disponibilizará um milhão de euros para envolver decisores políticos, cientistas e a sociedade em geral no desenvolvimento de metodologias para mapear e avaliar o estado dos ecossistemas e seus serviços. Será adoptada uma abordagem coordenada procurando transformar a fragmentação existente em termos geográficos, políticos e científicos em ativos. O objetivo é incentivar a partilha de recursos através da construção de ferramentas participativas robustas.

Para Serrão Santos a aprovação desta iniciativa “é um resultado muito positivo que se traduzirá em acções concretas e financiadas. O papel do Parlamento Europeu remete-se muitas vezes à revisão e aprovação de legislação e a um trabalho de sensibilização e procura de entendimentos entre as instituições e os cidadãos”.

O eurodeputado, referindo-se ao facto de neste caso o Parlamento estar a assumir um papel mais executivo salientou que desta vez “fomos mais longe e providenciamos os instrumentos financeiros que irão auxiliar a protecção da biodiversidade e uma melhor compreensão dos serviços prestados pelos ecossistemas”. Em conclusão, o deputado regozijou-se por “os maiores repositórios de espécies da Europa, as suas regiões e países periféricos, estarem mais protegidos”.

O projeto irá começar por avaliar o estado da arte e, depois de inventariar as existências, capacitar em termos humanos e materiais cada um dos parceiros. O projecto será agora operacionalizado pela Comissão Europeia.

 

 

 

 

Foto: GRSS

GERSS/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/1-milhao-de-euros-para-mapear-e-avaliar-o-estado-dos-ecossistemas-nas-rup/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.